SAIBA MAIS
  Televisão

Saiba quem são os maiores ganhadores do Globo de Ouro 2018

08/01/2018 17:30
 

Laura Dern (E), Nicole Kidman, Zoe Kravitz, Reese Witherspoon e Shailene Woodley (D) comemoraram Globos de Ouro da série "Big Little Lies". (Foto: Reprodução/Jornal O Sul)

Em uma noite dominada por mulheres e com fortes discursos contra o assédio sexual e em favor da igualdade de gênero em Hollywood, a minissérie “Big Little Lies” e o filme “Três anúncios para um crime”, com quatro prêmios cada, foram os principais ganhadores do Globo de Ouro 2018.

Com apresentação do comediante Seth Meyers, a cerimônia aconteceu neste domingo, 7, no Hotel Beverly Hilton, em Los Angeles, e foi marcada por um discurso muito forte feito pela homenageada da noite, a apresentadora e atriz Oprah Winfrey. Ganhora do troféu Cecil B. DeMille, entregue pelo conjunto da obra, ela falou sobre a força das mulheres, assédio sexual e racismo.

Promovida pela Associação da Imprensa Estrangeira em Hollywood (HFPA, na sigla original), a disputa tradicionalmente dá largada na temporada de prêmios. Há categorias dedicadas a produções para cinema e para TV. A forte temática feminina da premiação foi observada ainda nos temas retratados em outros destaques:

“Lady Bird: É hora de voar”, da diretora Greta Gerwig, ficou com dois prêmios – melhor filme de comédia ou musical e melhor atriz para Saoirse Ronan; “The Handmaid’s Tale” foi a melhor série de drama e rendeu prêmio de melhor atriz dramática para Elisabeth Moss; “The Marvelous Mrs. Maisel” foi a melhor série de comédia ou musical e rendeu prêmio de melhor atriz cômica para Rachel Brosnahan.

Do tapete vermelho aos discursos de agradecimento (e crítica), este 75º Globo de Ouro teve diversas manifestações para denunciar o assédio sexual e tratar de questão de gênero. Diversos discursos lembraram a hashtag #metoo (“eu também”), inclusive Oprah, para falar de mulheres que sofreram violência sexual; Natalie Portman, que apresentou o prêmio de melhor diretor, fez questão de lembrar que o Globo de Ouro não indicou nenhuma mulher para esta categoria.

Os protesto vieram na sequência das dezenas de acusações de estupro contra o produtor Harvey Weinstein. Kevin Spacey e Dustin Hoffman também foram alvo de denúncias semelhantes. Durante a cerimônia, o anfitrião Seth Meyers não perdeu tempo e abordou o tema logo na abertura da festa.

“Damas e cavalheiros que restam”, afirmou ele ao saudar a plateia. E acrescentou: “É 2018, a maconha finalmente foi liberada e o assédio sexual finalmente não é”. “Para os indicados na sala esta noite, esta é a primeira vez em três meses que não será assustador ouvir seu nome sendo lido em voz alta.”


“O poder das mulheres”

Nicole Kidman foi a primeira ganhadora da noite, levando o prêmio de melhor atriz em minissérie ou filme feito para a TV, por seu trabalho em “Big little lies”. Em seu discurso, ela citou “poder das mulheres”. O programa da HBO rendeu os prêmios de ator coadjuvante, para Alexander Skarsgård, e atriz coadjuvante, para Laura Dern.

“Três anúncios para um crime” foi eleito o melhor filme de drama, melhor roteiro, melhor atriz em filme de drama (Frances McDormand) e melhor ator coadjuvante (Sam Rockwell). Guillermo del Toro ficou com o troféu de melhor diretor por “A forma da água”, que concorria em sete categorias mas acabou levando apenas duas (a outra foi trilha sonora origional).

Já “Corra!” (estranhamente inscrito como comédia ou musical) e os dramas “Me chame pelo seu nome” e “Dunkirk” saíram sem nenhum prêmio. E deu James Franco na categoria melhor ator em comédia ou musical, pelo filme “Artista do desastre”. O melhor ator em filme de drama foi Gary Oldman, pelo papel de Winston Churchill em “O destino de uma nação”.

Na disputa de melhor ator em série de drama, Sterling K. Brown saiu vencedor pela atuação em “This is us”. Foi o primeiro negro a ganhar um Globo de Ouro nesta categoria. O melhor ator em série de comédia ou musical foi Aziz Ansari, por “Master of None”. Enquanto isso, o melhor ator de série limitada ou filme feito para TV foi Ewan McGregor.


Fonte: Jornal O Sul

Farrapo